Binge drinking and illicit drug use among adolescent students

Rev Saude Publica. 2017 Sep 4;51:83. doi: 10.11606/S1518-8787.2017051006863.
[Article in English, Portuguese]

Abstract

Objective: To estimate the prevalence of illicit drug use and its association with binge drinking and sociodemographic factors among adolescent students.

Methods: This is a cross-sectional study with probabilistic conglomerate sampling, involving 1,154 students, aged 13 to 19 years old, from the public school system, in the city of Olinda, State of Pernambuco, Brazil, carried out in 2014. We used the Youth Risk Behavior Survey questionnaire, validated for use with Brazilian adolescents. The Chi-square test (≤ 0.05) and Poisson regression analysis were used to estimate the prevalence ratios, with 95% confidence intervals.

Results: Use in life of illicit drugs was four times more prevalent among students who reported binge drinking (95%CI 3.19-5.45). Being in the age group of 16 to 19 years, being male, and having no religion were also significantly associated with illicit drug use.

Conclusions: The prevalence of use in life of illicit drugs was higher in this study than in other studies carried out in Brazil and it was strongly associated with binge drinking. This factor was associated with gender, age, and religion.

Objetivo: Estimar a prevalência do uso de drogas ilícitas e sua associação com binge drinking e fatores sociodemográficos entre estudantes adolescentes.

Métodos: Estudo transversal com amostra probabilística por conglomerado, envolvendo 1.154 estudantes, de 13 a 19 anos de idade, da rede pública de ensino, no município de Olinda, PE, 2014. Foi utilizado o questionário Youth Risk Behavior Survey, validado para uso com adolescentes brasileiros. Para análise dos dados foi utilizado o teste do Qui-quadrado (≤ 0,05) e análise de regressão de Poisson, para estimar razões de prevalência, com intervalos com 95% de confiança.

Resultados: O uso na vida de drogas ilícitas foi quatro vezes mais prevalente entre os estudantes que relataram o binge drinking (IC95% 3,19-5,45). Estar na faixa etária de 16 a 19 anos, ser do sexo masculino e não ter religião também foram significativamente associados ao uso de drogas ilícitas.

Conclusões: A prevalência do uso de drogas ilícitas na vida foi superior a outros estudos realizados no Brasil e esteve fortemente associado ao binge drinking. Esse fator mostrou associação com gênero, idade e religião.

OBJETIVO: Estimar a prevalência do uso de drogas ilícitas e sua associação com binge drinking e fatores sociodemográficos entre estudantes adolescentes.

MÉTODOS: Estudo transversal com amostra probabilística por conglomerado, envolvendo 1.154 estudantes, de 13 a 19 anos de idade, da rede pública de ensino, no município de Olinda, PE, 2014. Foi utilizado o questionário Youth Risk Behavior Survey, validado para uso com adolescentes brasileiros. Para análise dos dados foi utilizado o teste do Qui-quadrado (≤ 0,05) e análise de regressão de Poisson, para estimar razões de prevalência, com intervalos com 95% de confiança.

RESULTADOS: O uso na vida de drogas ilícitas foi quatro vezes mais prevalente entre os estudantes que relataram o binge drinking (IC95% 3,19–5,45). Estar na faixa etária de 16 a 19 anos, ser do sexo masculino e não ter religião também foram significativamente associados ao uso de drogas ilícitas.

CONCLUSÕES: A prevalência do uso de drogas ilícitas na vida foi superior a outros estudos realizados no Brasil e esteve fortemente associado ao binge drinking. Esse fator mostrou associação com gênero, idade e religião.

MeSH terms

  • Adolescent
  • Age Distribution
  • Binge Drinking / epidemiology*
  • Brazil / epidemiology
  • Cluster Analysis
  • Cross-Sectional Studies
  • Female
  • Humans
  • Illicit Drugs*
  • Male
  • Poverty / statistics & numerical data
  • Prevalence
  • Religion
  • Risk-Taking
  • Sex Distribution
  • Socioeconomic Factors
  • Students / statistics & numerical data*
  • Surveys and Questionnaires
  • Young Adult

Substances

  • Illicit Drugs