Coronavirus Disease 2019: Clinical Review

Acta Med Port. 2020 Jun 4. doi: 10.20344/amp.13957. Online ahead of print.

Abstract
in En , Portuguese

Introduction: In December 2019, an outbreak of pneumonia caused by a novel coronavirus occurred in Wuhan, the capital of Central China's Hubei Province and has been declared a public health emergency of international concern by the World Health Organization since January 2020.

Material and methods: A comprehensive search using the PubMed database was carried out to summarize the latest published information about the epidemiology, definition, pathogenesis, clinical characteristics, treatment options, prognosis and prevention of coronavirus disease 2019.

Discussion: This new strain of coronavirus, named severe acute respiratory syndrome coronavirus 2, enters human cells that express angiotensin-converting enzyme II receptors, which exist in the respiratory, gastrointestinal and genitourinary tracts and heart, causing coronavirus disease. Transmission occurs essentially through the respiratory tract and the main symptoms are fever, cough and dyspnea. Diagnosis is based on epidemiological, clinical and imaging features and confirmed by nucleic acid testing.

Conclusion: Despite intensive research, the exact origin of the virus and pathophysiology of coronavirus disease is not yet completely known, and clinically approved vaccines and drugs that target severe acute respiratory syndrome coronavirus 2 are lacking.

Introdução: Em dezembro de 2019, ocorreu um surto de pneumonia causada por uma nova estirpe de coronavírus em Wuhan, a capital da província de Hubei, na China central e foi declarado emergência de saúde pública de âmbito internacional pela Organização Mundial de Saúde, em janeiro de 2020. Material e Métodos: Foi realizada uma pesquisa na base de dados PubMed, de forma a sintetizar a informação mais recentemente publicada sobre a epidemiologia, definição, fisiopatologia, manifestações clínicas, tratamento, prognóstico e prevenção da doença de coronavírus 2019. Discussão: Esta nova estirpe de coronavírus, denominada coronavírus da síndrome respiratória aguda grave 2 infeta células que expressem o recetor da enzima conversora da angiotensina tipo II, existentes nos tratos respiratório, gastrointestinal e geniturinário e no coração, provocando a doença de coronavírus 2019. A transmissão ocorre essencialmente através do trato respiratório e os principais sintomas são febre, tosse e dispneia. O diagnóstico é baseado em critérios epidemiológicos, clínicos e imagiológicos, sendo a confirmação da doença realizada através da análise de ácidos nucleicos. Conclusão: Apesar da extensa investigação, ainda não é totalmente conhecida a origem do vírus, a fisiopatologia da doença e não existem vacinas nem tratamento direcionados a esta nova estirpe de coronavírus.

Keywords: COVID-19; Coronavirus Infections; Severe Acute Respiratory Syndrome.

Publication types

  • Review