Anxiety about dental treatment - a gender issue

Acta Odontol Latinoam. 2021 Aug 1;34(2):195-200. doi: 10.54589/aol.34/2/195.

Abstract

This study compared prevalence and risk factors of dental anxiety between men and women. The sample consisted of 244 participants (n = 122 men) aged 18 years or older who sought dental care at a public Dental Education Institution from March 2018 to November 2019. The Modified Dental Anxiety Scale was used to determine presence of dental anxiety. The following risk factors were recorded: age, years of schooling, preoperative pain, and type of dental treatment. Bivariate analysis was used to assess the difference in dental anxiety between the sexes. Multivariate logistic regression was used to analyze the association between dental anxiety and gender, regardless of the influence of other variables. Total prevalence of dental anxiety was 18% (n = 44), 22.9% (28/122) in women and 13.1% (16/122) in men (p = 0.04). Gender (odds ratio: 1.83, 95% confidence interval: 0.92-3.62) and preoperative pain (odds ratio: 2.095, 95% confidence interval: 0.97-4.49) were associated with dental anxiety. We concluded that women had a higher prevalence of dental anxiety. Preoperative pain was associated with dental anxiety regardless of gender.

Este estudo avaliou a prevalência e os fatores de risco da ansiedade odontológica entre homens e mulheres. O cálculo amostral foi composto por 244 participantes (n = 122 homens) com 18 anos ou mais que procuraram atendimento odontológico em uma instituição pública de Educação Odontológica no período de março de 2018 a novembro de 2019. A Escala de Ansiedade Odontológica Modificada foi utilizada para determinar a presença de ansiedade odontológica. Os seguintes fatores de risco também foram coletados: idade, anos de estudo, dor pré-operatória e tipo de tratamento odontológico. A análise bivariada foi usada para avaliar a diferença na ansiedade odontológica entre os gêneros. A regressão logística multivariada foi utilizada para analisar a associação entre ansiedade odontológica e gênero, independentemente da influência de outras variáveis. A prevalência total de ansiedade odontológica foi de 18% (n = 44), 22,9% (28/122) nas mulheres e 13,1% (16/122) nos homens (p = 0,04). O gênero (odds ratio: 1,83, intervalo de confiança de 95%: 0,92–3,62) e a dor pré-operatória (odds ratio: 2,095, intervalo de confiança de 95%: 0,97–4,49) foram associados à ansiedade odontológica. Concluímos que as mulheres apresentaram maior prevalência de ansiedade odontológica. A dor pré-operatória foi associada à ansiedade odontológica, independentemente do gênero.

Keywords: dental anxiety; dental care; gender; pain.

MeSH terms

  • Dental Anxiety* / epidemiology
  • Dental Care*
  • Female
  • Humans
  • Interpersonal Relations
  • Male
  • Prevalence
  • Risk Factors
  • Sex Factors